Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

A Gigante do Comércio Eletrônico “Mercado Livre” Permite Imvestimento em Criptomoedas Para Clientes Brasileiros

O Mercado Livre, um mercado on-line na América do Sul, está permitindo que os brasileiros invistam em criptomoedas. A organização de comércio eletrônico vê isso como uma expansão para o espaço de criptomoedas. As oportunidades dadas aos clientes incluem comprar, vender e manter ativos virtuais.

Relatórios da Bloomberg afirmam que o anúncio veio em novembro. O CEO Marcos Galperin foi ao Twitter para criar mais conscientização para os clientes. Desde então, a oportunidade está disponível para alguns clientes e, em breve, será lançada para todos.

A empresa está intensificando sua incursão no espaço de criptomoedas nas próximas semanas. As autoridades estão otimistas de que o aplicativo de pagamento digital será um sucesso. Eles dizem que ativaram o recurso após uma pesquisa abrangente.

O vice-presidente da empresa, Tulio Oliveira, disse que fez um estudo antes de entrar em criptomoedas. Ele afirma ainda que a mudança é icônica. Assim, abre várias oportunidades para o Mercado Livre. Ele tem certeza de que eles aproveitarão a vasta clientela bitcoin na América Latina.

O “Mercado Libre” tem guardião de classe mundial

Em um comunicado, a empresa disse que está entrando no espaço criptográfico brasileiro com um ótimo gerente. No entanto, não anunciou quem é esse guardião de classe mundial. A equipe também disse que seus especialistas estão analisando as regulamentações brasileiras. Do ponto de vista do Mercado Livre, eles não estão se arriscando com o projeto.

A empresa está usando apenas o Brasil como primeira parada. No entanto, sua principal intenção é conquistar toda a América Latina. Atualmente, há um interesse crescente em ativos virtuais dentro da região. Então, a empresa quer aproveitá-lo.

A empresa tem provocado entusiastas de criptografia. Em maio, a empresa comprou criptomoedas no valor de US$ 7,8 milhões. Eles disseram que essa era a estratégia deles para manter o tesouro no alto. O varejista on-line gigante fez a compra de bitcoin ao lado da Tesla e da Microstrategy.

Carteira digital do Mercado Pago

Antes de comprar bitcoin, a filial imobiliária da empresa na Argentina permitia vendas em BTC. A empresa selecionou uma pequena seção para a transação de propriedades em bitcoin.

O Mercado Pago tem 16,8 milhões de usuários únicos em sua carteira digital. Essas informações vieram do relatório do terceiro trimestre da empresa para o ano de 2021.

Marcos, CEO da plataforma de varejo on-line, sustenta que as criptomoedas têm um grande potencial. Ele sente que a criptomoeda pode ajudar a reter o valor da moeda.

Por muito tempo, a empresa sempre favoreceu as criptomoedas. Em alguns casos, permitiu que os clientes fizessem compras usando BTC.

A empresa varejista alavancará o crescente interesse da América do Sul em criptografia. O potencial do Bitcoin na América Latina é grande. Por exemplo, El Salvador declarou bitcoin com curso legal. Assim, eles se sentem confortáveis em usá-lo em suas transações diárias.

Além disso, muitos estados podem seguir o exemplo e adotar criptografia como seu curso legal. A criptomoeda provou ser uma solução para a inflação e massas não bancárias.


LEIA TAMBÉM


FMI Alerta El Salvador Sobre Riscos Relacionados ao Bitcoin em Nova Declaração

El Salvador Pretende Construir a Cidade Bitcoin

%d bloggers like this: