Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Após a China, Rússia Poderá Ser a Nova Potência Mundial na Mineração de Criptomoedas

A Associação Russa de Criptoeconomia, Inteligência Artificial e Blockchain (RACIB), anunciou o lançamento de um projecto para permitir o trânsito de recursos computacionais de mineração de criptomoedas a nível mundial para a Rússia.

De acordo com a RACIB, a Rússia é um dos cinco principais países em termos de produção total de electricidade (~ 1100 TWh) e tem características únicas para o desenvolvimento de um Complexo Energético para a mineração de criptomoedas, tais como:

  • Alto grau de centralização do sistema de energia: cerca de 90% da electricidade total é gerada por grandes usinas de energia;
  • Grande excesso de electricidade: podendo atingir mais de 50% da sua capacidade elétrica instalada;
  • Clima frio: possibilitando a organização do esfriamento dos equipamentos sem a utilização de unidades especiais de refrigeração e alta eficiência energética dos data centers;
  • Factores socioeconômicos: alto nível de profissionalismo dos especialistas.

Estes factores agregam vantagens adicionais e atratividade a grandes investimentos estrangeiros no sector energético russo e oferece as melhores condições à formação de clusters especializados que suportam grandes redes de criptomoedas.

RACIB promove uso de energia sustentável

Racib-criptomoedas-Rússia-energia-mineração-país-russo-processo

A RACIB tem cooperado com as autoridades russas, algumas regiões e também empresas estatais para promover e implementar este ambicioso projecto.

Até o momento, muitos grupos de trabalho foram criados juntamente com algumas estruturas estatais do sector energético russo, bem como algumas empresas estatais.

Um destes grupos de trabalho da RACIB está actualmente a “desenvolver um projecto de mineração ecológica para a construção de fazendas de mineração movidas a electricidade “verde” por usinas baseadas em fontes renováveis de energia”.

O que quer dizer que, além da energia hídrica e nuclear, que representam cerca de 40% da energia total da Rússia, a associação também está a considerar novas fontes de electricidade como a energia eólica.

“A inclusão da Rússia no processo evitará a concentração dos recursos de mineração numa região”

Racib-criptomoedas-Rússia-energia-mineração-país-russo-processo

Nesta altura, o maior parceiro estrangeiro da RAСIB neste projecto é um consórcio das maiores mineradoras de criptomoedas saídas da China, que juntas controlam mais de 25% do poder global de mineração das principais criptomoedas (Bitcoin, Ethereum…)

Neste sentido, a inclusão da Rússia evitará uma outra concentração dos recursos de mineração numa única região como América do Norte, por exemplo.

E a concretização deste objectivo terá certamente um impacto positivo na estabilidade e segurança de toda a economia digital global, da qual as redes de criptomoeda fazem parte.

Sobre a Associação Russa de Criptoeconomia, Inteligência Artificial e Blockchain

Racib-criptomoedas-Rússia-energia-mineração-país-russo-processo-

A Associação Russa de Criptoeconomia, Inteligência Artificial e Blockchain (RACIB) é uma organização que une os membros do mercado de criptomoedas russo, e foi criada para integrar a tecnologia blockchain e os produtos desenvolvidos neste ecossistema na economia russa.

A associação conta com mais de 2.000 membros e participantes que representam várias direcções de desenvolvimento da indústria, desde a indústria de criptomoedas, tecnologia blockchain, mineração, ICO e crowdinvesting.


LEIA TAMBÉM


Co-fundador da Ethereum Abandona o Universo das Criptomoedas

Nigéria Mantém Liderança do Mercado Bitcoin em África