Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Argentinos Criticam Exigência do FMI de Desacelerar Adoção de Criptomoedas no País

Cidadãos argentinos envolvidos no setor de criptomoedas estão criticando um requisito anti-cripto que o recente acordo feito com o Fundo Monetário Internacional (FMI) introduziu. 

O acordo, que reestrutura e dá mais facilidades ao país para pagar os $ 45 bilhões devidos ao fundo, também aponta para uma série de medidas direcionadas a sufocar o crescimento que a indústria de criptomoedas tem experimentado no país.

O Governo Nacional, para uma melhor salvaguarda da estabilidade financeira, irá desencorajar a utilização de criptomoedas na prevenção do branqueamento de capitais e da informalidade, da mesma forma a digitalização de pagamentos terá incentivos oficiais e será dada proteção adicional ao consumidor financeiro.

FMI

De acordo com especialistas essa medida pode retardar o aumento da adoção de criptomoedas no país.

A Bitcoin Argentina, organização sem fins lucrativos voltada a incentivar o uso e o conhecimento do bitcoin, encaminhou uma carta ao governo solicitando todos os dados referentes à aplicação dessas novas medidas direcionadas a retardar a adoção da criptomoeda no país.

Por outro lado, outros criticaram diretamente essa parte do acordo indiretamente, dando declarações que apoiam a adoção de criptomoedas. 


LEIA TAMBÉM


Novas Sanções Cripto Impostas à Rússia

Visa e Mastercard Suspendem Operações na Rússia

%d bloggers like this: