Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Banco dos Estados da África Central Discorda da Legalização do BTC na República Centro Africana

O Banco dos Estados da África Central (BEAC), com sede em Camarões, discorda da adoção e legalização do Bitcoin como na República Centro-Africana, justificando que a medida contraria as regras e pode influenciar levar a região a uma instabilidade monetária.

O BEAC pediu a República Centro-africana que anulasse a lei que torna o BTC como moeda Legal aprovada no final de abril. Segundo o banco, esta decisão de tornar o Bitcoin moeda legal pode faze-lo competir com o Franco da África Central (CFA), moeda utilizada na região apoiada pela França.

O Bitcoin é visto pelo banco como uma criptomoeda sem controlo e, por isso, pode perturbar a estabilidade monetária na Comunidade Econômica e Monetária da África Central (CEMAC).

Ao todo, seis países membros da CEMAC usam o Franco CFA como moeda de união monetária. Os estados são:

  • República Centro-Africana (RCA)
  • Camarões
  • Chade
  • Gabão
  • Guiné Equatorial
  • República do Congo

O banco instou o país a cumprir com as leis da CEMAC na promoção da cooperação econômica e financeira e evitar políticas que possam levar a flutuações monetárias e aconselhou-lhe a implementar políticas monetárias da CEMAC para reduzir a pobreza endêmica em vez de adotar o BTC.

Além disso, o BEAC mostrou preocupado pelo facto de que as criptomoedas possam facilitar a lavagem de dinheiro por criminosos e o patrocínio de terrorismo ou rebeliões na região.


LEIA TAMBÉM


USDC se Tornando Cada Vez Mais a Stablecoin Preferida em Relação ao USDT

União Europeia Planeia Testes da CBDC em 2023

Criptomoeda Pode Ajudar África a Desenvolver

%d bloggers like this: