Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Bitcoin: Cresce o Comércio P2P no Gana e Quênia, Mas a Nigéria Ainda Comanda o Mercado

O Quênia e o Gana registaram altos volumes de comércio de Bitcoin ponto a ponto (P2P) no primeiro trimestre deste ano, por conta disso os dois países passam a ocupar o segundo e o terceiro lugar respectivamente, em consequência da queda dos volumes na África do Sul, que em 2020 ocupava o segundo lugar no continente.

Segundo um relatório, este aumento nos volumes de P2P do Quênia e no Gana deve-se ao incentivo estatal ao uso das criptomoedas nos dois países, embora que de forma tímida.

Segundo o relatório, questões como o abertura de uma área restrita à regulamentação no Gana, favoreceram às empresas baseadas em blockchain e também startups de criptomoedas.

Bitcoin-nigéria-p2p-Quênia-gana-africa-do-sul-criptomoedas-criptomoeda-

Já na África do Sul a situação é diferente. Após o golpe financeiro da Mirror Trading Internacional, os avisos dos reguladores sobre o uso e investimento em criptomoedas aumentaram.

Segundo o relatório, as negociações de criptomoedas na África do Sul estão sob crescente escrutínio, com regras mais duras, incluindo licenças obrigatórias e impostos, o que tem resultado na saída dos investidores para outros mercados.

O relatório acrescenta ainda que o comércio de Bitcoin na África do Sul perdeu efectivamente a sua autonomia e isso diminuiu a atracção de investidores para o país.

Nigeria mantém-se no trono

Enquanto a África do Sul enfrenta duras restrições, os dados mostram que os volumes de P2P na Nigéria vêm crescendo cada vez mais desde a divulgação do documento em que o Banco Central da Nigéria explica quem pode ou não negociar criptomoedas.

De acordo com os dados do site Tulips, o volume de Bitcoin P2P negociado nos últimos 90 dias na Nigéria cresceu quase 100 milhões de dólares.

Este número, que é mais de duas vezes maior que o segundo colocado, o Quênia, indica que mais usuários de Bitcoin estão a usar plataformas P2P naquele país da África Ocidental.

Enquanto isso, os dados sugerem que os volumes de P2P negociados em muitos outros países africanos aumentaram após Março de 2020, quando as medidas de prevenção contra a Covid-19 entraram fortemente em vigor.

Desde então, muitos países no continente berço oa viram seus volumes de Bitcoin P2P a crescerem de forma constante.


LEIA TAMBÉM


Bitcoin Regista Nova Alta Histórica e Atinge o Top 10 das Maiores Moedas do Mundo

Binance Disponibiliza Token de Acções da Tesla Para Negociações na Plataforma

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: