Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

BitMart vai Reembolsar Vítimas do Ataque Cibernético

Após anunciar neste domingo a perda de mais de 100 milhões de dólares em criptomoedas em decorrência de um ataque cibernético, o CEO da BitMart, Sheldon Xia, informou nesta segunda-feira através da rede social Twitter que a exchange vai reembolsar com fundos próprios os usuários afectados pelo ataque cibernético da última semana.

No Twitter, Sheldon Xia escreveu:

A BitMart usará os seus próprios fundos para cobrir o incidente e compensar os usuários afectados.

Também estamos em contacto com várias equipas do projecto para confirmar as soluções mais razoáveis […] Nenhum activo dos usuários será prejudicado.

No início deste domingo o CEO da BitMart confirmou que a plataforma tinha sofrido um ataque cibernético no último sábado. Segundo Sheldon Xia, duas das “carteiras quentes” (ETH e BSC) da BitMart tinham sido afectadas pelo ataque, resultando numa perda de 150 milhões de dólares (~ 56.5 triliões de kwanzas).

Números estes refutados pela PeckShield que indicou que o ataque resultou numa perda de cerca de 200 milhões dólares (~ 117 triliões de kwanzas).

Os analistas da PeckShield observaram que o ataque foi “bastante directo”. Os hackers trocaram as criptomoedas roubadas através de um agregador de exchange descentralizada e usaram o Tornado Cash, um serviço de mistura da blockchain Ethereum, para ofuscar as suas identidades.

Serviços poderão estar restaurados até 7 de Dezembro

BiBitmart--cr-cri-crip-criptomoedas--ata-ataq-ataque--Como berbernberneberne-berne-cibernberne-cibernético-berbernberneberne-berne-cibernberne-cibernético-ceoberbernberneberne-berne-cibernberne-cibernético-ceo-exchange--plata-plataforma
Sheldon Xia, CEO da Bitmart

No comunicado emitido no domingo, Sheldon Xia informou que as carteiras quentes afectados possuíam apenas um pequeno percentual de activos na BitMart e que todas as outras carteiras estavam seguras e intactas.

Ao contrário das “carteiras frias”, que são dispositivos de hardware (pendrives) projectadas para armazenar criptomoedas off-line; as carteiras quentes permanecem ligadas à internet, o que garante transacções mais rápidas, mas ao mesmo tempo uma maior vulnerabilidade em caso de ataques cibernéticos.

Actualmente, a BitMart está a efectuar uma revisão de segurança completa e as operações como depósitos e saques estão temporariamente suspensas.

Sobre a suspensão dos serviços, o CEO da BitMart fez saber que estes poderão estar disponíveis a partir do próximo dia 7 de Dezembro.


LEIA TAMBÉM


Bitmart Sofre Ataque Cibernético e Perde mais de 150 Milhões Dólares

Coinbase Pro Expande Suporte Para Novo Token

%d bloggers like this: