Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

BNA Avalia Possível Lançamento de Uma Criptomoeda do Banco Central

O Administrador do Banco Nacional de Angola, Pedro Castro e Silva, garantiu nesta semana que o BNA está a estudar a possibilidade de lançamento de uma moeda digital do banco central (CBDC).

Estamos a fazer um estudo que permitirá entender o que seria a implementação de uma moeda digital emitida pelo banco central aqui na nossa economia.

 

Estamos numa fase preliminar, ainda não sabemos se vai ou não acontecer e quando acontecerá.

Disse o Administrador do BNA

As declarações foram proferidas durante a conferência sobre as criptomoedas em Angola, organizada pelo Portal de T.I em parceria com o Grupo Media e que teve lugar no Arquivo Nacional de Angola nesta quarta-feira, 9 de junho, como anunciado pelo Bitcoin Angola.

“O BNA nunca proibiu os angolanos a investirem em criptomoedas”

Pedro-Castro-e-silva-Criptomoedas-moeda-digital-Criptomoeda-bna-banco-central-angola-administrador

O evento, que abordou profundamente a Estratégia e a Visão do Futuro das Criptomoedas, considerou também a regulamentação destes activos digitais em Angola, visto que começam a suscitar o interesse da população.

Ora, sobre o uso das criptomoedas no país, o Administrador do BNA lembrou diante da impresa que a instituição que administra nunca proibiu os angolanos a investirem nestes activos digitais.

Mas, continuou o administrador, o BNA tem alertado sobre as consequências, caso uma operação seja mal sucedida.

Pedro-Castro-e-silva-Criptomoedas-moeda-digital-Criptomoeda-bna-banco-central-angola-administrador

De acordo com o Pedro Castro e Silva, citado pelo Portal de T.I, nos seus comunicados, o BNA têm apontado para as perdas que podem acontecer às pessoas que transaccionam moedas que não são emitidas pelo Banco Nacional de Angola.

Mas, apesar destes factos, o administrador revelou que o objectivo é único: promover a inclusão financeira; acrescentando que o objectivo dos bancos centrais a nível mundial é encontrar formas de acelerar os sistemas financeiros para que, todas as pessoas tenham acesso.

Ainda sobre os objectivos, Pedro Castro e Silva esclareceu o assunto dizendo:

O objectivo disto é acelerar a nossa economia, mas para isto, há o risco de ataques cibernéticos, sobretudo referente às criptomoedas que até agora parecem ser uma tecnologia segura.

 

Mas também existem os riscos financeiros como é o caso que passou na oscilação dos preços da bitcoin, o que também acontece aos activos financeiros.


LEIA TAMBÉM


México Pretende Legitimar Também o Bitcoin

Vários Participantes da Conferência Bitcoin2021 Testaram Positivo à Covid-19