Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Caso Africrypt: Possíveis Localização dos Irmãos Cajee

Os portais de notícias Daily Mail e Moneyweb divulgaram diferentes relatórios que sugerem onde os irmãos Raees e Ameer Cajee possam estar escondidos após a fuga que é resultado do roubo de 3,6 bilhoes dos fundos dos investidores sul-africanos.

O jornal britânico Daily disse que teve contacto com documentos que afirmam que os irmãos Cajee compraram a cidadania da República de Vanuatu por cerca de 131.000 dólares. 

Africrypt-cajee-roubo-fraude-áfrica-do-sul-criptomoedas-paradeiro-irmãos
Ameer e Raees Cajee

Em contrapartida, um jornal local da África do Sul, a Moneyweb, apresentou uma declaração assinada por Raees que sugere que eles possam estar na Tanzânia.

De acordo com o relatório, o Supremo Tribunal da África do Sul concederá uma ordem de liquidação provisória contra a Africrypt e, isto provavelmente motivou Raees a elaborar tal declaração.

Ainda segundo o relatório da Moneyweb, o Tribunal Superior decidirá em breve se concederá ou não a ordem final. 

Recebemos ameaças de morte, por isso fugimos”

Africrypt-cajee-roubo-fraude-áfrica-do-sul-criptomoedas-paradeiro-irmãos

Embora os portais não estejam de acordo quanto a localização dos Irmãos Cajee, ambos sugeriram que os responsáveis pela Africrypt fugiram devido as ameaças de morte que recebiam.

Raees, como referido anteriormente, usou este pretesto para justificar o acto de fuga assim como também negou o roubo dos 3,6 bilhões de dólares dos investidores .

Os irmãos Ameer e Raees Cajee, são os fundadores de uma exchange de criptomoedas sul-africana, a Africrypt. Em abril, os proprietários da empresa anunciaram aos investidores que haviam sido hackeados.

Entretanto, os Cajee, na altura, prometeram que cooperaria com as investigações e que apresentariam um dossiê que provaria que a Africrypt foi realmente hackeada.


LEIA TAMBÉM


Empresa Sul-africana Acusada de Fraudar 3,6 Bilhões de Dólares

Fundadores da AfricCypt Negam Envolvimento no Roubo dos 3,6 Bilhões dos Investidores