Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

China Propõe Directrizes Regulatórias Globais Para CBDCs

A China propôs um conjunto de diretrizes globais sobre as Moedas Digitais de Bancos Centrais (CBDCs) de modo a ajudar os outros bancos centrais no desenvolvimento dos seus respectivos CBDCs.

A proposta da China surge numa altura em que muitos países Ocidentais mostram forte interesse em emitir criptoactivos de bancos centrais enquanto o mundo se move em direcção a um futuro cada vez mais digital.

Mu Changchun, o diretor-geral do instituto de moeda digital do Banco Popular da China (PBoC), apresentou as propostas durante um seminário do Banco para Compensações Internacionais. Changchun disse:

A interoperabilidade deve ser possibilitada entre os sistemas CBDCs de diferentes jurisdições e câmbios.

O fluxo de informações e os fluxos de fundos devem ser sincronizados para facilitar os reguladores a monitorar as transações para garantir a conformidade.

Com a sua versão digital do Yuan prestes a ser lançada, a China vem demonstrando e provando cada vez mais o título de uma das potências pioneiras em matéria de CBDCs, e esta proposta é mais uma evidência disso.

O Yuan digital está actualmente em fase de testes e conta com vários programas piloto em execução em várias províncias do país asiático.

A par da China, outros países asiáticos, como o Japão e a Coréia do Sul, têm também os seus projectos de CBDCs em fase de testes, e já contam com vários programas de sandbox em execução nos respectivos países.

Enquanto a China dá os retoques finais no projecto digital da sua moeda nacional, países europeus, como a Alemanha e a Grã-Bretanha, só agora começaram a dar os primeiros passos para a criação das moedas digitais dos seus respectivos bancos centrais.

CBDCs: potências Ocidentais só agora acordaram

Actualmente a China está na vanguarda do desenvolvimento das CBDCs, algo que os países Ocidentais como os EUA entendem como uma ameaça ao domínio do dólar americano nos mercados internacionais.

Em função desta realidade, muitos países Ocidentais vêm aumentando a velocidade dos seus planos para a criação de uma CBDC. Porque, deixar o gigante asiático conduzir a transição da moeda fiduciária actual à moeda digital não é uma opção para os EUA e restantes países do Ocidente europeu.

De recordar que, no ano passado, o Presidente chinês, Xi Jinping, pediu uma rápida adopção da tecnologia blockchain, porque, segundo o líder chinês, ela faria parte do sistema financeiro daquele país.


LEIA TAMBÉM


Charles Hoskinson Está a Vender Uma Publicação do Twitter Como Um NFT

Criptoactivos: Regulamentação do G7 Poderá Ser Terrível Para o Preço do Bitcoin e Restantes Activos

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: