Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Dois Cidadãos Congoleses Unem-se e Ensinam a População Sobre Bitcoin

Dois Cidadãos congoleses, um funcionário de restaurante e um blogueiro uniram-se na cidade de Goma, República Democrática do Congo, para ensinaram as famílias sobre Bitcoin, visando orienta-los a fortalecer a sua economia, uma vez que a mesma foi desestruturada após a erupção do vulcão Monte Nyiragongo em 22 de maio de 2021.

Gloire Wanzavalere, fundador da Crypto News de Chainglob, iniciou a esta jornada indo ao campo de refugiados para oferecer Bitcoin a famílias deslocadas e se surpreendeu ao descobrir que a maioria das famílias comercializou seus pertences para se manter, portanto, eles não tinham meio para usar o BTC.

“Essas pessoas perderam tudo. Eu entendi que era racional para eles venderem o que sobraram para comprar comida ”. 

“Então, compramos telefones para oito pessoas … doze pessoas se beneficiaram com nossa iniciativa, quatro delas já tinham seus próprios smartphones.”

De acordo com o TechCrunch, um meio de comunicação local, Wanzavalere inspirou-se vendo notícias de El Salvador e concluiu que é possível pessoas pobres usarem Bitcoin. Então, decidiu ajudar o Congo a adoptar Bitcoin.

“Ajudá-los com bitcoin foi um ato mais poderoso do que qualquer campanha de marketing poderia ser. Foi quando dissemos a nós mesmos: OK, vamos fazer isso no Congo.”

Explicou o blogueiro

Por seu turno, Juvin Kombi configurou a rede Lightning Network para o Jikofood, restaurante onde ele é efectivo. Isso permitiu que a Jikofood aceitasse o Bitcoin sem altas taxas de transação quase que instantaneamente usando a carteira móvel são Muun Wallet e Blue Wallet.

Pouco se produz no Congo sobre criptomoedas, embora este seja um processo demorado Kombi e Wanzavalere acreditam que ensinando logo logo a comunidade cripto no Congo poderá crescer.

Para tal, ambos dicidiram que, de alguma forma, passarão o conhecimento sobre o Bitcoin. A Jikofood, por exemplo, oferece workshops educacionais sobre a moeda para os seu clientes. Por sua vez, em seu blog, Wanzavalere começou a escrever sobre cripto.

“A população congolesa está sofrendo muito; nunca teve moeda estável, exceto o dólar americano ”. “Eu não sou jornalista. No entanto, comecei a escrever sobre questões de Bitcoin na África porque havia falta de informação sobre o assunto em francês


LEIA TAMBÉM


O que é o Metaverso? | Guia Completo

Entenda Como os Lucros das Criptomoedas Afetam o Mercado Imobiliário

JPMorgan Lista Ethereum Como um Investimento Melhor do que Bitcoin

%d bloggers like this: