Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Domínio dos Investidores Individuais Sobre o Bitcoin Ainda é Muito Alto

Um estudo recentemente realizado pelo National Bureau of Economic Research (NBER), nos EUA, mostra que a popularidade crescente do Bitcoin não mudou nenhum de seus atributos originais. Isto é, a propriedade da criptomoeda continua concentrada nas mãos de apenas algumas indivíduos.

De acordo com o estudo, os 10 mil maiores investidores individuais em Bitcoin controlam cerca de um terço da criptomoeda em circulação, o que, conforme o estudo, é uma grande concentração nas mãos de poucos.

Precisar a concentração do Bitcoin entre os seus investidores não é fácil, mas o estudo conseguiu alguns dados importantes

Bitcoin-criptomoeda-Bitcoin-criptomoeda-mineraxBitcoin-criptomoeda-mineração-nber-estudo-nber-estudo-propriedade-nber-estudo-propriedade-mercado-nber-estudo-propriedade-mercado-poder-nber-estudo-propriedade-mercado-poder-investidor

O National Bureau of Economic Research admite ser “especialmente difícil” precisar a concentração de propriedade da criptomoeda, visto que muitos dos maiores endereços geralmente não representam indivíduos, mas sim exchanges e, às vezes, entidades que detêm Bitcoin em nome de outros investidores.

Contudo, o NBER revelou que utilizando um método de recolha de dados que diferenciava os endereços pertencentes a intermediários e indivíduos, os pesquisadores conseguiram encontrar o primeiro endereço individual que controlava cerca de 5,5 milhões de dólares em Bitcoin, isto no final do ano passado.

O último endereço encontrado e citado pelos pesquisadores controlava cerca de 8,5 milhões de dólares em Bitcoin. Além disso, a pesquisa refere que, os 1.000 maiores investidores individuais controlavam cerca de 3 milhões de dólares em Bitcoin cada, e ainda assim este valor pode ser muito maior.

Sobre a possibilidade destes valores serem muito maiores, os pesquisadores participantes do estudo, Igor Makarov e Antoinette Schoar, disseram:

Esta medida de concentração provavelmente é um eufemismo, pois não podemos descartar que alguns dos maiores endereços são controlados pela mesma entidade.

Um exemplo deste possível eufemismo é que, os dados do estudo não atribuíam a propriedade dos primeiros Bitcoins mantidos em cerca de 20 mil endereços a uma pessoa, mas consideravam-nos como pertencentes a 20 mil indivíduos diferentes.

Concentração do poder de mineração do Bitcoin

Bitcoin-criptomoeda-Bitcoin-criptomoeda-mineraxBitcoin-criptomoeda-mineração-nber-estudo-nber-estudo-propriedade-nber-estudo-propriedade-mercado-nber-estudo-propriedade-mercado-poder-nber-estudo-propriedade-mercado-poder-investidor

O estudo também considerou a concentração do poder de mineração da criptomoeda, que é ainda mais profunda. Segundo o NBER, 10% dos principais mineradores controlam 90% da capacidade de mineração do Bitcoin actualmente, mas apenas 0,1% (cerca de 50 mineradores) controlam 50% da capacidade de mineração.

O estudo observa que esta alta concentração do poder de mineração pode tornar a rede Bitcoin vulnerável a um ataque de 51%.

Entretanto, o NBER descobriu que a concentração deste poder diminui após aumentos acentuados no preço do Bitcoin, o que significa que a probabilidade da rede ser vulnerável a um ataque de 51% é maior quando o preço do Bitcoin está em queda.

Os pesquisadores concluíram as investigações dizendo:

Os nossos resultados sugerem que, apesar da atenção significativa que o Bitcoin tem recebido nos últimos anos, o ecossistema do Bitcoin ainda é dominado por grandes e concentrados players, sejam grandes mineradores, detentores de Bitcoin ou exchanges.

 

Esta concentração inerente torna o Bitcoin suscetível ao risco sistêmico e também implica que a maioria dos ganhos com a adopção futura cairá desproporcionalmente para um pequeno conjunto de participantes.


LEIA TAMBÉM


Binance Anuncia Manutenção de Carteira em Várias Redes

Países do G7 Chegam a Acordo Sobre as CBDCs