Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Elon Musk Quer Utilizar Criptomoedas na Economia de Marte? – Saiba a Resposta

Elon Musk, CEO da Spacex e da Tesla, expressou a sua opinião sobre a economia marciana funcionar com base numa criptomoeda. Ele acredita que a economia de Marte será movida não por moedas fiduciárias, mas por criptomoedas. 

No início deste mês, Elon Musk disse que está “altamente confiante” de que “daqui a seis anos, a Spacex levará seres humanos à Marte”. O homem forte da Spacex e Tesla disse ainda que, “se houver sorte”, isto poderá ocorrer já em 2024. Musk espera, por meio deste projecto, estabelecer uma “cidade auto-sustentável em Marte o mais rápido possível”.

O assunto da criptomoeda que comandaria a economia marciana surgiu recentemente no Twitter. O pesquisador de Inteligência Artificial (I.A), Lex Fridman, escreveu o seguinte: “a economia de Marte funcionará em criptomoedas”. Em resposta, Elon’s World sugeriu o nome “Marscoin” para a moeda, e Elon Musk, respondendo a sugestão escreveu: “Sim“.


LEIA TAMBÉM: Bitcoin Atinge Outro Recorde Histórico e Chega Acima de 29.000 dólares


Não está claro se Elon Musk referia-se à criptomoeda chamada “marscoin” lançada em 2014 ou se referia-se apenas a um futuro projecto com o mesmo nome. O projecto marscoin foi lançado pela Mars Society e a Mars One com o objectivo de ser a primeira moeda marciana, de acordo com a página do projecto. 

O código deste projecto era um fork da Litecoin, originalmente negociado na Nova Exchange. No entanto, após atingir o pico durante a bolha da oferta inicial de moedas (ICO) de 2017, o seu preço caiu drasticamente e a moeda foi retirada posteriormente da lista da Nova Exchange.

Elon Musk também falou recentemente sobre duas outras criptomoedas mais populares, a saber: Bitcoin e Dogecoin. Na semana passada, Musk considerou a ideia de converter os bilhões de dólares da Tesla em Bitcoin.


LEIA TAMBÉM: Elon Musk Deseja Converter as Reservas da Tesla em Bitcoin


Sobre a colonização de Marte, vale lembrar que em outubro deste ano, a Spacex disse que não reconheceria nenhuma lei internacional sobre Marte. Os termos de serviço do seu projecto de Internet Starlink declaram:

Para serviços prestados em Marte, ou em trânsito para Marte via nave estelar ou outra nave de colonização, as partes reconhecem Marte como um planeta livre e que nenhum governo baseado na Terra tem autoridade ou soberania sobre as atividades marcianas . Consequentemente, as disputas serão resolvidas por meio de princípios autônomos, estabelecidos de boa fé, no momento do acordo marciano

Decoração da Tesla – Outubro de 2020

Contribua para a criação da Exchange da nossa comunidadeCrowdfunding da Exchange de Criptomoedas da Comunidade – Yetubit


LEIA MAIS


The New York Times Relata Que a Coinbase Pagava Mal Suas Trabalhadoras Negras

Coinbase Suspende Parcialmente a Negociação de XRP Enquanto o Colapso Continuar

%d bloggers like this: