Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Ethereum é "Melhor Dinheiro" em Relação ao Bitcoin?

Para a maioria dos economistas tradicionais, o dinheiro possui três características principais: um meio de troca, uma reserva de valor e uma unidade de valor.
Os defensores do Bitcoin argumentam há muito tempo que o Bitcoin se encaixa perfeitamente nessa.
A criptomoeda pode ser facilmente transferida digitalmente a um custo relativamente baixo, o BTC negocia há muito tempo uma tendência macro-logarítmica e supera qualquer outra classe de ativos da última década, e o Bitcoin tem um valor amplamente conhecido e aceito.
Isso faz do Bitcoin um meio de troca, uma reserva de valor e uma unidade de valor – ou, em suma, uma forma viável de dinheiro. Os mesmo sugerem ainda que o Bitcoin é melhor que o Ouro ou seja, é divisível, possui maior segurança e uma liquidez elevada.
Embora este seja um processo de pensamento amplamente aceito entre os investidores em criptografia, o que não é tão popular é o sentimento de que “Ethereum é dinheiro”. Embora isso não tenha parado um proeminente investidor de argumentar que não apenas é dinheiro, mas também é uma forma de dinheiro “melhor” que o Bitcoin.
Digamos apenas que essa não era a opinião mais popular do mundo.
Ethereum é “melhor Dinheiro” em relação ao Bitcoin: fundador da Mythos Capital
Em uma mensagem direta em 5 de maio,Ryan Sean Adams – fundador da Mythos Capital e co-autor / apresentador do Bankless – Fez uma brincadeira alegando que a ETH é “melhor dinheiro” do que o BTC porque você pode criar um “sistema de dinheiro sem banco” sobre o Ethereum.
Adams fez seu comentário em referência ao crescimento das finanças descentralizadas, mais conhecido como “DeFi”.
Embora o DeFi ainda seja um ecossistema nascente, os analistas dizem que, teoricamente, você pode criar qualquer aplicativo no sistema financeiro atual por meio de contratos inteligentes.
Para surpresa de ninguém, ocorreu um debate após o comentário de Adams.
O debate segue
Anthony Pompliano, da Morgan Creek Digital, respondeu ao comentário de Adams com “Basta!” E quatro dúzias de emojis chorando de rir, acentuando sua confusão sobre essa afirmação.
Há apenas dois meses, o mesmo investidor comparou o Ethereum à “moeda fiduciária”, dizendo que a oferta monetária volátil da ETH faz com que reproduza “muitas das falhas” existentes hoje em dia com o dinheiro.
o ceticismo foi ecoado pelo CEO da Parallax Digital, Robert Breedlove, que comentou que o limite de fornecimento de 21 milhões que o Bitcoin impõe via halvings torna o dinheiro melhor:
“Não. A questão é a escassez verificável – a melhor proxy para a veracidade do dinheiro: garantia de que ele não será degradado ao longo do tempo. Bitcoin é o único dinheiro com perfeita escassez. ”
Para não julgar, mas esse escritor queria observar que, objetivamente, há (ligeiramente) mais valor transferido na blockchain Bitcoin a cada dia do que na blockchain Ethereum.
Mesmo assim, pode-se argumentar de outra maneira, dizem outros.
O investidor anjo e o parceiro da Metacartel Ventures, Adam Cochran argumentou em sua análise das principais carteiras da Ethereum que ETH está sendo usado como dinheiro:
Por seu tópico no Twitter ao compartilhar a análise, 16,2 milhões de moedas ETH estão em circulação “ativa”, o que significa que nos últimos 90 dias eles passaram por um processador de pagamento, gateway ou contrato inteligente. Isso indica, escreveu Cochran, que a criptomoeda está sendo “fortemente usada como dinheiro e como gás”.
Adams e David Hoffman, o outro co-autor / apresentador do Bankless, também argumentou Embora o Bitcoin tenha um limite de fornecimento, o Ethereum tem melhores mecanismos de escassez do que os halvings.
De acordo com os relatórios do CryptoSlate, esses mecanismos incluem a introdução de apostas, que bloqueia a oferta; o crescimento do financiamento descentralizado, que exige que o ETH seja usado como garantia; e a possível adição de “queima” de ETH, que queima moedas sempre que uma transação é enviada, criando potencialmente um ambiente no qual a criptomoeda pode deflacionar, assumindo um grande número de transações.
Bitcoin e Ethereum estão longe de se tornarem mainstream como formas de dinheiro
Embora o Bitcoin e o Ethereum possam ter características monetárias separadas, as duas criptomoedas não estão sendo usadas como uma forma convencional de dinheiro, isso é certo.
Tal como está, a questão é escalabilidade, infraestrutura e volatilidade, a última mencionada como a principal razão pela qual o Bitcoin ainda não é dinheiro.
Por causa dos tempos de bloqueio, a volatilidade, a dificuldade em comprar e armazenar / usar ativos digitais e as barreiras que os comerciantes enfrentam na aceitação de criptomoeda em um estabelecimento comercial, o BTC e o ETH são pouco usados ​​em lojas físicas.
Então comunidade, podemos concluir que nenhuma é melhor pois, o mundo ideal onde os satoshis podem ser gastos em uma Hamburgaria ainda não existe.
Via: Twitter e Cryptosale

Escreva o seu comentário