Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

FMI: Criptomoedas Estão a Perturbar o Sistema Financeiro Mundial

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou recentemente num relatório que as criptomoedas devem ser regulamentadas mundialmente de forma abrangente, consistente e coordenada, pois estes activos digitais, segundo a instituição financeira, estão a perturbar o sistema financeiro mundial.

Apesar do FMI reconhecer que as criptomoedas estão a revolucionar rapidamente todo o sistema financeiro mundial, interligando-se aos sistemas econômicos regulamentados, a instituição financeira observa que os legisladores ainda encontram muitas dificuldades em monitorar os riscos associados a este mercado.

De acordo com o FMI, essas interligações podem representar sérios riscos à economia global caso os reguladores financeiros não actuem rapidamente para mitigar as ameaças e aproveitar o poder revolucionário das criptomoedas.

Os legisladores lutam para monitorar os riscos deste sector em evolução, no qual muitas actividades não são regulamentadas.

 

Na verdade, acreditamos que esses riscos para a estabilidade financeira logo poderão se tornar sistêmicos em alguns países.

Lê-se no relatório do FMI.

Face à alegada ameaça das criptomoedas, o FMI pediu aos governos que adoptassem uma abordagem “abrangente, consistente e coordenada” para regular o mercado de criptomoedas, e observou que as medidas regulatórias descoordenadas podem “facilitar fluxos de capital potencialmente desestabilizadores”, visto que maior parte das criptomoedas operam além das fronteiras.

O plano de regulamentação das criptomoedas do FMI

Fmi-Fmi-criFmi-cripFmi-criptomoedas--mercado--mercado-riso-mercado-ris-mercado-risci-mercado-risc-mercado-risco-mercado-risco--mercado-risco-fundp-mercado-risco-fund-mercado-risco-fundo-mercado-risco-fundo--mercado-risco-fundo-monetario--mercado-risco-fundo-monetario-i-mercado-risco-fundo-monetario-intern-mercado-risco-fundo-monetario-internacional-mercado-risco-fundo-monetario-internacional--mercado-risco-fundo-monetario-internacional-financinanceiro-

O FMI apresentou três pontos essenciais para a regulamentação do mercado de criptomoedas:

  1. Os provedores de serviços de criptomoedas que oferecem várias funções críticas, incluindo transferência, armazenamento, liquidação e custódia de criptomoedas devem ser licenciados ou autorizados. Os critérios de licenciamento também devem ser claramente definidos, com os órgãos competentes designados.
  2. Os requisitos devem se adequar aos principais casos de uso destes activos digitais. Por exemplo, os produtos de investimento devem ter requisitos semelhantes aos dos correctores de valores mobiliários e devem ser monitorados pelos reguladores de valores mobiliários. Os produtos de pagamento devem ter requisitos semelhantes aos dos bancos e devem ser regulamentados pelo banco central.
  3. Os governos de diferentes países devem exigir que as instituições financeiras regulamentadas forneçam detalhes claros e abrangentes da sua exposição e dos seus compromissos para com as criptomoedas.

O Fundo Monetário Internacional alertou também os países em desenvolvimento sobre o uso cada maior das criptomoedas nos seus territórios.

Segundo a instituição financeira, alguns mercados emergentes e economias em desenvolvimento enfrentam riscos mais imediatos e agudos de substituição de moeda por meio de criptomoedas, a chamada “criptoização”. As medidas de gestão do fluxo de capital nesses países terão de ser ajustadas ao risco da “criptoização”.


LEIA TAMBÉM


Solana Enfrenta um Futuro Turbulento Após Interrupções Recentes na Rede

Análise de Mercado Semanal: Bitcoin e Ethereum Recuperam

%d bloggers like this: