Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Fundadores da AfriCrypt Negam Envolvimento no Roubo dos 3,6 Bilhões dos Investidores

Os fundadores da AfriCrypt afirmaram que não estão envolvidos no roubo do fundos dos clientes e que o desaparecimento é resultado de um ataque hack.

Na semana passada, os fundadores da Africrypt foram acusados de fugir com 3,6 bilhões fos fundos dos investidores. De acordo com um relatório, a dupla não fugiu. O desaparecimento é uma medida para salvaguardar as suas vidas.

Raees Cajee, o co-fundador da plataforma sul-africana, falou para o The Wall Street Journal em 28 de junho, que “ele e o seu irmão desapareceram porque estão a receber ameaças de morte de pessoas poderosas e muito perigosas”.

O fundador da Africrypt também rejeitou as acusações de que eles tenham sumido com 3,6 bilhões de dólares.

Raees Cajee explicou que a empresa administrou apenas 200 milhões de dólares durante a alta em abril e que após o ataque hack apenas 5 milhões de dólares dos investidores não foram contabilizados.

Raees-Cajee
-afrycript-Bitcoin-fraude-btc-africrypt-advogado-criptomoedas-África-do-sul- Ameer-Cajee-dólares-milhões-bilhões

O advogado que representa os clientes da AfriCrypt, Hanekom Attorneys, afirmou que os fundadores transferiram BTC das contas e carteiras de clientes antes de mover os fundos através de “vários misturadores da dark web” para que não fossem rastreados.

Para os clientes, Ameer Cajee e o seu irmão Raees Cajee continuam sendo suspeitos pelo suposto ataque hack e por terem sumido logo após o a interrupção dos serviços da plataforma.


LEIA TAMBÉM


Empresa Sul-africana Acusada de Fraudar 3,6 Bilhões de Dólares

Presidente de El Salvador Esclarece Polêmica a Volta da Carteira Chivo

%d bloggers like this: