Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Index Africa Promove Educação em Tecnologia Web3

A Index Africa, primeiro operador africano de de nó blockchain na rede The Graph, anunciou que vai doar parte dos rendimentos das taxas e recompensas de indexação para promover e financiar projectos que visam educar a população das zonas rurais de todo continente africano sobre a tecnologia web3.

Esta iniciativa está a ser promovida pelo Silicon Kruger, um centro de inovação de origem sul-africana que tem por objectivo a promoção da tecnologia web3 na região. O projecto basea-se no conceito de filantropia descentralizada (DePhi) da Index Africa, explicou a organização no comunicado publicado hoje, terça-feira (12).

Parte dos ganhos que a Index África obtem através do The Graph, um protocolo de indexação blockchain, é doado para a Good Work Foundation (GWF), uma organização sem fins lucrativos, que se dedica a promover a alfabetização digital e o aprendizado STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática) na África rural há mais de 15 anos. 

Como parte do apoio prestado a GWF, a Index Africa que também é das organizações do portfólio sob o guarda-chuva do Silicon Kruger, paga as propinas de 350 alunos inscritos nestes cursos de literacia digital e STEM.

De acordo com o The Block, tanto a Index Africa como Silicon Kruger, pretendem com esta iniciativa DePhi promover a aceleraração do aprendizado básico em web3 na África por meio da rede The Graph.


LEIA TAMBÉM


Bitcoin Nunca vai a Zero, diz Kevin O’Leary, do Shark Tank

O Que é o Avalanche (AVAX) – Blockchain e Token

%d bloggers like this: