Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Criadora da Cardano Pretende Melhorar a Educação Em África

A Input Output HK, empresa criadora da Cardano (ADA), junto com a European Business University fe Luxemburg (EBU) pretendem melhorar a educação nos países africanos em desenvolvimento e torná-la mais acessível e equitativa.

O anúncio foi feito pela OIHK no dia 24 de agosto. A EBU é uma universidade cujas parcerias se estende em mais de 36 organizações globais e actualmente educa 2.000 alunos na África.

A Input Output acredita que a EBU pode ajudar a promover e proporcionar maiores benefícios aos estudantes africano.

Acreditamos firmemente que a EBU pode desempenhar um papel fundamental em promover as perspectivas do povo da África com esta expansão de seu programa de bolsas de estudo que proporcionará grandes benefícios aos futuros alunos.

Disse a organização

Aumentam-se os projectos da Cardano em África

Em abril, a Cardano uniu-se com o Ministério da Educação da Etiópia para estabelecer um sistema de identificação nacional baseado em blockchain para dar qualificações digitais verificáveis e aumentar a mobilidade social a todos alunos locais.

O sistema visa permitir a criação de registos seguros de desempenho educacional de 3.500 escolas, 5 milhões de alunos e 750.000 professores.

De seguida, a World Mobile uniu-se a IOHK para usar a rede da Cardano para criar identidades digitais, conexão de internet móvel e aceitação financeira para comunidades na Tanzânia. Micky Watkins, CEO da World Mobile, a respeito do projecto disse:

A World Mobile construiu uma rede baseada em um novo relacionamento entre pessoas e conectividade em que propriedade, governança e identidade trabalham para capacitar o usuário e disponibilizar acesso a todos de forma sustentável.


LEIA TAMBÉM


Binance Suspende Serviços e Produtos na Noruega

Conheça os 10 Maiores Investidores Institucionais em Bitcoin |Parte 1

A Coleção de Tokens Não Fungível Cryptopunks Atingiu US $ 1 Bilhão e se Juntou aos Dois Grandes do Mercado NFT

%d bloggers like this: