Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Mineradores Chineses Querem Electricidade Mais Barata e O Norte da Europa Pode ser a Solução

Os países nórdicos tornaram-se num destino preferencial aos mineradores de bitcoin, sobretudo às empresas chinesas que vêm aumentando a sua presença em países como Suécia e Noruega em busca de electricidade barata e maiores recompensas de mineração. 

A corrida ao norte da Europa não se deve apenas ao facto desta ser uma região atraente para a mineração, o que claramente resulta em altas recompensas pelo processo em si; a corrida deve-se também aos benefícios ambientais que a mineração nesta região proporciona. Isto porque a electricidade produzida na região é maioritariamente hidroelétrica, nuclear e eólica, o que reduz os níveis de emissão de carbono na atmosfera.

LEIA TAMBÉM: Bitcoin Atinge US $ 34.000 Pela Primeira Vez

Créditos: NTBScanpix

Mineradores chineses ponderam mudar-se para a região nórdica

Em 2020, os mineradores chineses relataram cortes de energia em algumas regiões da China, o que causou problemas na mineração do Bitcoin. Com a recente subida de preços e preocupações regulatórias, os mineradores chineses planeiam agora mudar-se à região nórdica em face as questões regulatórias e os altos custos da electricidade na China.

Philip Salter, chefe de operações da Genesis Mining Ltd., empresa sedeada em Hong Kong, falou à Bloomberg sobre as oportunidades lucrativas da mineração do Bitcoin na Suécia:

Há uma mudança estratégica da mineração na China muito importante para a mineração em países ocidentais como a Suécia, na medida em que os investidores em Bitcoin se tornam mais públicos e buscam mais estabilidade e segurança. Este é um dos maiores desenvolvimentos a se ter em conta na mineração do Bitcoin.

Philip Salter – via Bloomberg

Em 2020, a Noruega tinha a menor taxa de electricidade para os usuários industriais, isto numa comparação com os 30 países membros da Agência Internacional de Energia. Além disso, o norte da Europa geralmente possui regulamentos amigáveis ao Bitcoin e isso é importante para proteger a criptomoeda dos ataques políticos.

Vale ressaltar que a China detém actualmente um grande domínio mundial na mineração de criptomoedas. Esta é, aliás, uma das razões pelas quais se diz que o Bitcoin e o Ethereum são criptomoedas controladas pela China.


LEIA MAIS


Como Instalar e Criar Conta na Carteira de Ethereum Metamask?

Como Conectar Metamask com Binance Smart Chain (BSC)?

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: