Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Ministro das Finanças do Zimbábue diz que Criptomoedas Podem Reduzir Custos das Remessas

O ministro das finanças do Zimbábue, Mthuli Ncube, falou mais uma vez sobre as vantagens potenciais do uso das criptomoedas. Desta vez, o ministro considerou a possibilidade do país poder utilizar soluções baseadas em criptomoedas para reduzir os custos com as remessas.

As declarações foram proferidas momentos após efectuar uma visita ao DMCC Crypto Center do Dubai. Mthuli Ncube disse:

Visitei o DMCC CRYPTO CENTER em Dubai, que é um centro de incubação fascinante para soluções de criptomoedas e pagamentos. Encontrei soluções que poderiam ajudar a reduzir os encargos das remessas da diáspora.

O ministro das finanças zimbabueano já havia sugerido antes um investimento em tecnologias emergentes como o Bitcoin, afirmando que as autoridades do país deviam seguir o exemplo de Estados como a Suíça que já estão a investir e a buscar compreender melhor o sector.

Entretanto, estes comentários não foram tão bem recebidos por todos os zimbabueanos, sobretudo por terem sido feitos após uma visita a um centro tecnológico de outro país.

Reacções aos comentários do ministro

Zimbábue-Mthul-iNcubeZimbábue-Mthul-iNcube-ministrZimbábue-Mthul-iNcube-ministroZimbábue-Mthul-iNcube-ministro-finançasZimbábue-Mthul-iNcubeZimbábue-Mthul-iNcube-ministrZimbábue-Mthul-iNcube-ministroZimbábue-Mthul-iNcube-ministro-finanças-criZimbábue-Mthul-iNcubeZimbábue-Mthul-iNcube-ministrZimbábue-Mthul-iNcube-ministroZimbábue-Mthul-iNcube-ministro-finanças-criptomoedas-bitcoedas-bitoedas-bitcoioedas-bitcoinoedas-bitcoin-blockchaioedas-bitcoin-blockchainoedas-bitcoin-blockchain-oedas-bitcoin-blockchain--dubai--n-ncip- -o-

Alguns membros da comunidade de criptomoedas do Zimbábue no Twitter aplaudiram os comentários de Mthuli Ncube. Outros, ao contrário, não acharam as declarações nada engraçadas.

Muitos dos insatisfeitos com as declarações questionaram por que o ministro precisou fazer uma visita a um centro de incubação no Dubai para poder falar sobre o assunto quando no Zimbábue há muitos projectos da mesma natureza.

Outros, como Victor Mapunga, CEO da Flexfintx, foram rápidos em lembrar ao ministro Mthuli Ncube que o Zimbábue já tem start ups nas áreas de tecnologia blockchain e criptomoedas, e que o ministro devia, por isso, trabalhar com as soluções locais. Victor Mapunga disse:

Já temos empresas de blockchain e criptomoedas no Zimbábue, como a Flexfintx. Trabalhe com os locais.

Criptomoedas não são a solução de tudo

Entre os que reagiram aos comentários do ministro, nem todos concordam que as criptomoedas são ‘a solução’ para os problemas monetários do Zimbábue.

O usuário do Twitter Jopa Sayeyo, por exemplo, respondeu dizendo que as criptomoedas só podem ser consideradas após o banco central parar de manipular a taxa de câmbio forex, doutro modo isso levará a uma queda da moeda local:

Quando os bancos pararem de manipular a taxa de câmbio forex, então talvez o Banco da Reserva do Zimbábue possa considerar as criptomoedas. Caso contrário, isso levará a uma queda massiva do ZWL [ dólar zimbabueano].

Disse Jopa Sayeyo em resposta ao ministro Mthuli Ncube no Twitter

LEIA TAMBÉM


Intensificam-se os Protestos em El Salvador Após a Entrada em Vigor do Bitcoin

Quase a Metade dos Brasileiros Querem Que o Bitcoin se Torne Uma Moeda Legal

%d bloggers like this: