Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O Crime de Criptomoedas Nem Sempre Envolve um Hack Contra Carteiras ou Exchanges – O Exemplo Chega-nos da Itália

Um homem está a ser acusado de ter pago cerca de 12.000 dólares em Bitcoin a um agressor para mutilar a sua ex-namorada. O assunto chamou atenção pelas suas características e mostrou que os crimes de criptomoedas nem sempre envolvem hacks.

Os detalhes do ataque são violentos e o crime provavelmente levaria a vítima a viver o resto da sua vida num estado de paralisia. A Polícia de Correios e Comunicações da Itália descreveu o caso como um “enredo de um thriller contemporâneo”.

O homem acusado tem 40 anos e trabalha como especialista em Tecnologia de Informação na Lombardia, um dos distritos mais ao norte da Itália.

Acredita-se que o seu relacionamento com a mulher em questão tenha terminado no verão do ano passado. A não aceitação do fim do relacionamento levou o homem a procurar por alguém que pudesse causar danos à sua ex-parceria.

Após o término, o homem tentou manter um perfil amigável com a mulher, enviando-lhe flores e mensagens. No entanto, as evidências sugerem que ele fez quatro pagamentos em Bitcoin para o agressor contratado.

Segundo a polícia, o homem inconformado com o término da relação terá pedido que o agressor contratado despejasse ácido no rosto da mulher e lhe partisse as costas.

Felizmente, a mulher não está ferida e permanece ilesa após a entrada da União Europeia (UE) no caso. O que permitiu às autoridades italianas encontrar o homem supostamente responsável pelo acto e a tomar as medidas necessárias.

Uma mudança de forma nos crimes com criptomoedas.

Bitcoin-criptomoedas-dólares-moeda-criptomoeda-preço-itália-italiano-ex-mulher-homem-criptomoedas-agressor

No passado, o crime de criptomoedas geralmente ocorria na forma de uma carteira digital ou uma plataforma de negociação hackeadas. Nestes casos, normalmente o dinheiro era roubado e vítimas não tinham muitas alternativas senão lamentar.

Mas, às vezes o crime de criptomoedas pode ocorrer de outras maneiras. Um grande exemplo foi o  site Silk Road, supostamente fundado por Ross Ulbricht.

Como um dos maiores paraísos da dark web na história, os clientes da Silk Road podiam utilizar o Bitcoin e outras formas de criptomoedas para armazenar armas, drogas e outros itens ilícitos.

Neste universo virtual, o uso das criptomoeda foi, aparentemente, projectado para esconder as identidades dos proprietários.

Isto para dizer que os crimes envolvendo criptomoedas representam um assunto sério e devem ser acompanhado de perto. Pois, eles nem sempre ocorrem sob a forma de um ataque cibernético ou de um hack contra uma exchange.

Ao invés disso, às vezes as pessoas tentam utilizar as criptomoedas para realizarem planos maliciosos e ocultarem as suas identidades.


LEIA TAMBÉM


Bitcoin Sobe Para US$ 61.000 Enquanto a SEC Revisa o Pedido do Bitcoin ETF da WisdomTree

Bitcoin Ajuda UNICEF a Apoiar Programas Pelo Mundo

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: