Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O número de ATMs de Bitcoin se aproxima de uma marca histórica em meio a pandemia

Em 2020, com a crise financeira global provocada pela pandemia do novo coronavírus, investidores recuam para ativos seguros. Algumas das preferências tem sido o Bitcoin e ouro, que podem ser ativos importantes para reserva de valores.

Agora imagina você um morador de Portugal, por exemplo, com uma nota de 100 Euros na mão, e disposto a comprar uma fração de Bitcoin. Considerando o preço do Bitcoin hoje, você conseguiria adquirir 0,010 BTCs. Entretanto, como fazer essa troca com um dinheiro físico?

Uma das soluções criadas para contornar esse dilema é o ATM de Bitcoin, também conhecidos como caixas eletrônicos. Ao inserir uma nota de moeda fiduciária no ATM, como o Euro, Dólar, você conseguiria sacar seus Bitcoins, seja para uma carteira virtual ou física (paper wallet).

Solução considerada importante para muitos na comunidade Bitcoin, o número de ATMs relacionados com criptomoedas aumenta em 2020. De acordo com o portal Bitcoin.com, a marca tem se aproximado de 9 mil máquinas para saques e depósitos com moedas fiduciárias em troca de Bitcoin.

Atualmente, o país que lidera o ranking com maior número de ATMs de Bitcoin é o Estados Unidos, com mais de 6800 máquinas apenas lá. Em seguida, vem o Canadá, com cerca de 810 máquinas e na terceira posição, o Reino Unido com quase 280 máquinas de comprar e vender Bitcoin.

Cabe o destaque que, em julho de 2020, houve um crescimento no número de máquinas instaladas. Contudo, a marca de 9 mil em funcionamento só não foi superada por 100 máquinas foram desligadas. Mesmo assim, a marca histórica de 10 mil máquinas fica cada vez mais próxima.

Leia também: ChainLink Valoriza e Bate um Novo Recorde de $ 13

Leia também: Nigéria é o País Mais Interessado em Bitcoin no Mundo

Leia também: 293 Bitcoins foram negociados na Colômbia na semana passada

Escreva o seu comentário