Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

O que é DeFi? Finanças Descentralizadas – Tudo Que Você Precisa Saber

Uma área em criptomoedas que tem atraido grande atenção é o DeFi ou finanças descentralizadas. Isso se refere a serviços financeiros que usam contratos inteligentes, que são acordos automatizados e executáveis ​​que não precisam de intermediários como um banco ou advogado e usam a tecnologia online blockchain.

Entre setembro de 2017 e o momento que escrevo esse artigo, o valor total bloqueado nos contratos DeFi explodiu de US $ 2,1 milhões para US $ 8,54 bilhões (AOA 1,6 triliões de kwanzas para AOA 4,3 quatrilhões de kwanzas). Só desde o início de Agosto aumentou US $ 4,5 bilhões.

Isso gerou um aumento maciço no valor (capitalização de mercado) de todos os tokens negociáveis ​​usados ​​para contratos inteligentes DeFi. Numerosos tokens aumentaram de valor três ou quatro vezes em um ano – e alguns consideravelmente mais. Por exemplo, o token de rede Synthetix aumentou mais de 20 vezes e o Aave quase 200 vezes. Portanto, se você tivesse comprado $ 1.000 de tokens Aave em agosto de 2019, eles agora valeriam quase $ 200.000.

DeFi, a maior parte construída na rede de blockchain ethereum, é o próximo passo na revolução em tecnologia financeira disruptiva que começou 11 anos atrás com bitcoin. Uma área em que esses aplicativos descentralizados (dApps) decolaram é o comércio de criptomoedas em corretoras/ exchanges descentralizadas (dexs), como a Uniswap. São inteiramente peer-to-peer, sem nenhuma empresa ou outra instituição que forneça a plataforma.

Outros serviços DeFi agora em uso permitem que você:

  • Pegue emprestado e empreste criptomoedas para ganhar juros usando plataformas como Compound ou Aave;
  • Aposte no resultado de vários eventos usando Augur;
  • Crie e troque derivados de ativos do mundo real, como moedas ou metais preciosos no Synthetix;
  • Participe de uma loteria sem perdas no PoolTogether, onde todos recebem seu dinheiro de volta e um participante sortudo ganha todos os juros acumulados em um pote compartilhado;
  • Compre criptomoedas conhecidas como stablecoins, que são atreladas ao valor de uma moeda ou mercadoria específica. Por exemplo, DAI e USDC são ambos indexados ao dólar americano.

 

DeFi às vezes é conhecido como “dinheiro Lego” porque você pode empilhar dApps para maximizar seus retornos. Por exemplo, você pode comprar uma stablecoin como o DAI e depois emprestá-lo no Compound para ganhar juros, tudo usando seu smartphone.

Embora muitos dos dApps de hoje sejam nichos, as aplicações futuras podem ter um grande impacto na vida cotidiana. Por exemplo, você provavelmente poderá comprar um terreno ou casa em uma plataforma DeFi sob um contrato de hipoteca pelo qual você paga o preço ao longo de alguns anos.

As ações seriam colocadas em forma de token em um livro razão de blockchain como garantia e, no caso de você não pagar seus reembolsos, as ações seriam automaticamente transferidas para o credor. Como nenhum advogado ou banco seria necessário, poderia baratear todo o processo de compra e venda de casas.

Por que essa loucura toda?

Em primeiro lugar, os reguladores estiveram atrasados ​​e o DeFi conseguiu florescer nesse vácuo. Por exemplo, no empréstimo sem garantia tradicional, há uma exigência legal de que credores e devedores conheçam a identidade uns dos outros e que o credor avalie a capacidade do devedor de pagar a dívida. No DeFi, não existem tais requisitos. Em vez disso, tudo gira em torno da confiança mútua e da preservação da privacidade.

Os reguladores estão tendo que pesar o delicado equilíbrio entre sufocar a inovação e não proteger a sociedade de riscos como os indivíduos que colocam seu dinheiro em um espaço não regulamentado, ou bancos e outras instituições financeiras potencialmente incapazes de ganhar a vida como intermediários. Mas parece mais sensato abraçar a mudança – e isso parece estar a acontecer. Em julho, a Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos fez uma grande mudança para adotar o DeFi ao aprovar um fundo baseado no ethereum, o Arca, pela primeira vez.

Isso é bem-vindo e importante, uma vez que um dos maiores desafios para a inovação financeira é o ambiente hostil criado por regulamentos arcaicos escritos para uma época passada. Isso fez com que alguns projetos DeFi fracassassem – incluindo os principais, como o Basis, com sede em Nova Jersey, que retornou US $ 133 milhões aos investidores em 2018 quando concluiu que não poderia funcionar dentro das regras da SEC.

Uma segunda razão para o aumento do DeFi é que os grandes players estão a se envolver. Muitas instituições financeiras de grande porte estão começando a aceitar o DeFi e a buscar maneiras de participar. Por exemplo, 75 dos maiores bancos do mundo estão a testar a tecnologia blockchain para acelerar os pagamentos como parte da Rede de Informações Interbancárias, liderada por JP Morgan, ANZ e Royal Bank of Canada.

O terceiro é o efeito do COVID-19. A pandemia reduziu ainda mais as taxas de juros globais. Algumas jurisdições, como a zona do euro, estão agora em território negativo e outras, como os Estados Unidos e o Reino Unido, podem vir a seguir.

Nesse clima, o DeFi potencialmente oferece retornos muito maiores para os poupadores do que as instituições comerciais: a Compound, por exemplo, tem oferecido uma taxa de juros anualizada de 6,75% para aqueles que economizam com o Stablecoin Tether. Você não apenas ganha interesse, mas também recebe tokens de compensação, o que é uma atração a mais. Com dois terços das pessoas sem conta bancária em posse de um smartphone, o DeFi também tem o potencial de abrir financiamento para elas.

Uma última razão importante para o aumento de pessoas que colocam dinheiro em tokens DeFi é evitar ficar de fora de seu crescimento explosivo. Muitos tokens não valem nada ou quase nada em termos práticos, então estamos a ter muita exuberância irracional.

Mas, goste ou não, caminhamos para um novo sistema financeiro, mais liberalizado e descentralizado do que antes. A questão central é como melhor guiar seu desenvolvimento com travões e contrapesos que minimizem os riscos e distribuam os benefícios potenciais da maneira mais ampla possível. Esse é o desafio para os próximos anos.
Contribua para a exchange da Comunidade: Crowdfunding da Exchange de Criptomoedas da Comunidade – Yetubit
Leia também: 14% das Transações Ethereum Pertencem a Binance Smart Chain Atualmente

Leia também: CEO da Bitmex Prevê Yearn Finance (YFI) a $ 100K nos Próximos Meses

Escreva o seu comentário