Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Organização Mundial da Sáude faz Parceria com IBM Para combrater contra o Covid-19 | Bitcoin Angola

Grandes nomes, incluindo IBM, Oracle e Organização Mundial da Saúde (OMS), estão entre os colaboradores de um hub de dados abertos que usará a tecnologia blockchain para verificar a veracidade dos dados relacionados à pandemia de coronavírus.

A solução, apelidada de MiPasa, está a ser lançada como uma “via de informações COVID-19”, disse Jonathan Levi, CEO da Hacera, a empresa que construiu a plataforma.

Espera-se que o MiPasa, construído no Hyperledger Fabric, evolua à medida que uma variedade de ferramentas de análise de dados é adicionada, seguida por dados de teste e outras informações para ajudar na detecção precisa dos pontos críticos de infecção por COVID-19.

“Sentimos que não há informações suficientes para tomar decisões informadas”, disse Levi. “Como podemos ajudar todas as pessoas que gostariam de ter acesso aos dados, analisá-los e fornecer informações?”

A IBM, empresa que já usa a tecnologia blockchain, disse que normalmente poderia levar meses para desenvolver a plataforma, mas, neste caso, a Big Blue recrutou uma série de grandes empresas rapidamente.

Outros participantes envolvidos na plataforma incluem: Microsoft, Universidade Johns Hopkins, Comissão Nacional de Saúde da China e muito mais.

O CTO da IBM Blockchain, Gari Singh, disse que todos com quem ele conversou concordaram que era importante “iniciar um consórcio” o mais rápido possível.

“Começamos a debater idéias sobre como coletar, fornecer e usar informações verificadas sobre o vírus”, disse Singh. “Não é que estivéssemos a tentar forçar o blockchain a essa solução, mas achamos que precisamos replicar dados, precisamos ter fontes confiáveis, precisamos garantir que não possam ser adulterados”.

A IBM também está a trazer a iniciativa Call for Code para trabalhar na plataforma para criar rapidamente ferramentas que possam ajudar a conter a crise. Olhando para as próximas semanas, Singh disse que coisas como dados de testes de coronavírus poderiam ser adicionados à plataforma.

“Você pode pensar em um conjunto simples de aplicativos para o teste drive-through”, disse ele. “Usando um iPad, você pode inserir algumas informações sem precisar saber quem era a pessoa. Podemos começar a coletar isso e criar novos aplicativos a partir disso. ”

Levi, da Hacera, disse que as ferramentas de análise podem fornecer informações poderosas, desde que todos possam ter certeza e concordar com todos os dados da plataforma (que é totalmente aberta e gratuita para uso) estão corretos e com versão consistente. Ele disse que várias empresas estão  a oferecer inteligência de dados para ajudar a conter o vírus.

“Muitos fornecedores de ferramentas de dados estão a se envolver com o projeto. Todo mundo está a correr para ajudar e ninguém está a cobrar um centavo ”, disse Levi.

E o que você pensa sobre essa solução blockchain para combater o Covid-19? Deixe a sua opinião abaixo nos comentários.

Escreva o seu comentário