Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Pesquisa Mostra Que os Empresários de El Salvador Estão Preocupados com a Lei Sobre Bitcoin

A Camarasal, uma associação de empresários de El Salvador, realizou uma pesquisa que afirma que quase 100% dos empresários de El Salvador estão preocupados com a implementação da nova lei do Bitcoin.

A pesquisa foi realizada durante quatro dias, onde alcançaram mais de 1.600 respostas dos empreendedores e não empreendedores do país.

Sobres as respostas colhidas durante as pesquisa, Jorge Andrés Hasbún, presidente da Camarasal disse:

Acreditamos que esta excelente resposta é um reflexo da urgência deste tema para os salvadorenhos, no sentido das implicações que terá para a economia familiar no dia a dia.

Empresário-empresários-camarasal-camara-el-salvador-nayib-bukele-bitcoin-criptomoedas-pesquisa
Jorge Andrés Hasbún, presidente da Camarasal

Segundo a pesquisa 96% dos empresários entrevistados preferem o uso opcional do Bitcoin para pagamentos. De igual modo, 45,3% manifestaram as suas preocupações com a obrigatoriedade de circulação da criptomoeda no país e 35,9% asseguram que o Bitcoin gera desconfiança.

A lei de licitação de Bitcoin força os empresários a aceitar Bitcoins como meio de pagamentos, desde que o empresário tenha a infraestrutura tecnológica para isso. 

De acordo com alguns relatórios, a decisão de adoptar o Bitcoin como moeda legal do país gerou diversas críticas a nível global.

Os salvadorenhos precisam de instrução sobre Bitcoin

A população de El Salvador precisa de mais ensinamentos sobre Bitcoin e sobre a nova lei em em si, para que haja maior interesse da parte dos empresários e cidadãos comuns.

A respeito da falta de conhecimento sobre a moeda, a vice-presidente da Camarasal, Carmen Alas, declarou:

Será imprescindível que haja uma ampla consulta a um grupo interdisciplinar que represente os sectores envolvidos para a construção dos normativos que operacionalizam esta lei.

Empresário-empresários-camarasal-camara-el-salvador-nayib-bukele-bitcoin-criptomoedas-pesquisa

A Camarasal ao entrevistar os cidadãos comuns, também não obteve respostas satisfatórias. Sobre o uso do Bitcoin como meio de troca, 36% disseram estar preocupados e 39% disseram desconfiar dele. 

A pesquisa também retratou sobre salários e remessas. El Salvador é um país intensivo em remessas, com 23% do PIB vindo deles. Em uma pesquisa realizada pela AP News 93,2% disseram que não querem receber o seu salário em BTC, enquanto 82,5% garantiram que não têm interesse em receber remessas em Bitcoin.


LEIA TAMBÉM


Força Espacial dos EUA Lançará Uma Linha de NFTs em Homenagem a Neil Armstrong

CEO da Kraken: Bitcoin é Mais Verde do Que se Pensa