Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Polygon MATIC: Conheça o Sistema que Promete Revolucionar a Relação Entre as Blockchains

Anteriormente conhecido como Rede Matic, o Polygon é uma estrutura de interoperabilidade e escalonamento para a construção de blocos de blocos compatíveis com a Blockchain Ethereum.

O polygon busca abordar algumas das principais limitações do Ethereum, como o rendimento, a má experiência do usuário (alta velocidade e transações atrasadas e a falta de governança da comunidade), tudo isto usando uma nova solução, a sidechain.

A solução denominada sidechain constitui uma cadeia de blocos semi-independente que funciona juntamente com uma cadeia principal associada, normalmente as sidechains servem para para melhorar a velocidade da cadeia principal ou dos seus recursos.

Polygon: uma estrutura virada à interacionabilidade das blockchains

Ora, ao invés de ser uma solução de escalonamento simples como a Matic Network, a sua antecessora que utiliza uma tecnologia conhecida como Plasma para processar transações fora da cadeia antes de finalizá-las na cadeia principal da Ethereum, o Polygon foi projectado para ser uma plataforma inteira de lançamentos de blockchains interoperáveis.

Por meio do Polygon, os desenvolvedores podem lançar redes blockchain predefinidas com atributos adaptados às suas necessidades.

As redes podem ser inclusivamente personalizadas com um conjunto crescente de módulos, permitindo que os desenvolvedores criem blockchains soberanas e com funcionalidades mais específicas.

Como funciona o Polygon?

A arquitetura do Polygon consiste num sistema composto por 4 camadas:

  • Camada Ethereum;
  • Camada de segurança;
  • Camada de redes Polygon;
  • Camada de execução.

Camada Ethereum: representa, de modo geral, um conjunto de contratos inteligentes que são implementados na plataforma Ethereum. Estes contratos lidam directamente com questões relativas a finalização da transacção, assim como a implantação e comunicação entre a Ethereum e as várias cadeias de polígonos.

Camada de segurança: funciona lado a lado com a Ethereum e tem uma função de “validadores como serviço” que permite que as cadeias se beneficiem de uma camada adicional de segurança. Ambas as camadas, Ethereum e Segurança, são opcionais.

Camada de redes Polygon: é o ecossistema de redes blockchain construído em Polygon. Cada uma destas redes tem a sua própria comunidade e é responsável por lidar com o consenso local e blocos de produção.

Camada de execução: é a implementação da Máquina Virtual Ethereum (EVM) do Polygon usada para executar os contratos inteligentes.

Polygon: um sistema revolucionário

O Polygon foi pensado no sentido de facilitar, num futuro breve, a interconexão entre diferentes blockchains. Quer dizer, ela propõe uma realidade na qual diferentes blockchains não operam mais como siloes fechados e comunidades proprietárias, e sim como redes que se encaixam em uma paisagem interconectada mais ampla.

O conceito Polygon busca, a longo prazo, criar um universo de serviços descentralizadas totalmente aberto e sem fronteiras, no qual os usuários possam interagir com produtos e serviços descentralizados, sem primeiro terem de navegar por intermediários ou jardins murados. 

Assim, o objetivo é criar um ponto de conexão ao qual as diferentes blockchains possam ser facilmente interligadas, ao mesmo tempo em que supera algumas das suas limitações individuais como taxas altas, escalabilidade pobre e segurança limitada.


LEIA TAMBÉM


Vitalik Buterin Propõe Nova Actualização Para a Ethereum e Stressa os Mineradores da Plataforma

Bitcoin: Saiba o que a Nova Alta Significa Para o Futuro da Maior Criptomoeda

%d bloggers like this: