Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Tanzânia Regista Altas Taxas de Negociação de Criptomoedas Desde o Início de 2021

Os volumes de negociação de criptomoedas na Tanzânia atingiram os 500 mil dólares mensais desde o início do ano, esta subida foi acompanhada por um aumento no número de usuários, que também duplicou, segundo os dados do LocalBitcoins naquele país.

De acordo com o LocalBitcoins, a maior plataforma de negociação de Bitcoin na Tanzânia, nos últimos meses de 2020, os volumes de negociação situavam-se entre os 200 mil e 300 mil dólares por mês. No início de 2021, entretanto, este volume subiu para 500 mil dólares por mês.

Volume de negociação acompanha entrada de novos usuários no mercado tanzaniano

NegocNegociação-NegocNegociação-criNegocNegociação-cripNegocNegociação-criptomoedas-Tanzânia--tanzaniana--tanzaniana-lo-tanzaniana-local-tanzaniana-LocalBitcoins--mercado-pais-mercado-país-presidente-volumes--volume

A par do aumento do volume de negociação, o número de usuários a entrarem no mercado de criptomoedas na Tanzânia também cresceu, com o mercado registando uma entrada mensal de 1.500 – 1.800 usuários.

A Presidente da Tanzânia, Samia Hassan Suluhu, já demonstrou em junho último ser favorável à adopção das criptomoedas, pelo que pediu ao Banco Central da Tanzânia, como anunciado pelo Bitcoin Angola, que se prepare para o Bitcoin.

As razões por trás destes números

NegocNegociação-NegocNegociação-criNegocNegociação-cripNegocNegociação-criptomoedas-Tanzânia--tanzaniana--tanzaniana-lo-tanzaniana-local-tanzaniana-LocalBitcoins--mercado-pais-mercado-país-presidente-volumes--volume
Samia Suluhu Hassan, Presidente da Tanzânia

Face a estes dados, faz-se necessário perceber a razão deste aumento de negociação e de usuários de criptomoedas na Tanzânia.

Ora, entre as razões destes aumentos está, obviamente, o incentivo que o governo tanzaniano demontra ter para com as criptomoedas, sobretudo o Bitcoin. Mas, por outro lado, está também a desvalorização da moeda local face ao dólar americano desde 2008.

Desde este período, o xelim da tanzaniano perdeu 50% do seu valor face ao dólar e 30% desde 2014. E como se sabe, o Bitcoin não perde o seu valor a longo prazo, portanto tem servido como uma alternativa a actual realidade econômica do país.

NegocNegociação-NegocNegociação-criNegocNegociação-cripNegocNegociação-criptomoedas-Tanzânia--tanzaniana--tanzaniana-lo-tanzaniana-local-tanzaniana-LocalBitcoins--mercado-pais-mercado-país-presidente-volumes--volume

Uma outra razão tem a ver com o facto de muitos tanzanianos estarem a utilizar o Bitcoin como meio de envio e recepção de remessas, evitando as altas taxas do mercado convencional.

E para tal, os tanzanianos, maioritariamente os jovens, utilizam plataformas como o LocalBitcoins para o envio e recepção de remessas mas também para investirem e negociarem criptomoedas com vista a conseguirem lucros.


LEIA TAMBÉM


Quidax faz a Primeira Integração do Protocolo Polygon em África

Microsoft Pretende Juntar-se à Ethereum Para Combater a Pirataria