Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Visa Pode Adicionar Criptomoedas à sua Rede de Pagamentos

O CEO da gigante de pagamentos VISA, Alfred “Al” Francis Kelly Jr, revelou os planos de sua empresa para permitir o comércio de criptomoedas em sua rede. Kelly, que também é presidente da empresa, explica que não há razão para não adicionar criptomoedas, uma vez que estão se tornando cada vez mais “um meio de troca reconhecido”.

Al Kelly deu a entender que a gigante dos pagamentos poderia adicionar criptomoedas à sua lista de mais de 160 moedas, pois elas poderiam aprimorar sua rede de pagamentos e criar maior acesso.

Kelly disse:

“Essas relações de carteira representam o potencial para mais de 50 milhões de credenciais Visa.”

Ele afirmou que a moeda digital se tornou um meio de troca reconhecido e não há razão para que a Visa não possa incluí-la em sua rede, que hoje já suporta mais de 160 moedas.

Enquanto isso, o CEO da Visa revela algumas das 35 organizações que já optaram por emitir cartões Visa. Isso inclui plataformas de moeda digital líderes e provedores de carteiras como “crypto.com, Blockfi, Fold e Bitpanda”. De acordo com Kelly, esses relacionamentos de carteira “representam o potencial para mais de 50 milhões de credenciais Visa”.

Kelly estava falando sobre a chamada de lucros do primeiro trimestre fiscal de 2021 da empresa, onde descreveu criptomoedas como Bitcoin como “ouro digital” que “não são usadas como uma forma de pagamento de forma significativa neste momento.”

Ele mencionou que a gigante dos cartões está posicionada para ajudar a tornar as criptomoedas mais úteis, seguras e aplicáveis ​​para pagamentos.

Alfred “Al” Francis Kelly Jr
Alfred “Al” Francis Kelly Jr CEO da VISA, Inc

 

Kelly disse que a Visa poderia tornar isso possível fazendo uso de sua marca confiável, abordagem de parceria e presença global.

Nossa estratégia aqui é trabalhar com carteiras e exchanges para permitir que os usuários comprem essas moedas usando suas credenciais Visa ou saquem com uma credencial Visa para fazer uma compra fiduciária em qualquer um dos 70 milhões de comerciantes onde a Visa é aceita globalmente.

De acordo com Kelly, essa estratégia será semelhante à abordagem da Visa para “conectar carteiras de loop fechado, como Line Pay e Paytm”.

Segmento de moeda digital

Com relação às moedas digitais que estarão presentes no segundo segmento, o CEO da Visa diz que elas consistirão em “moedas digitais apoiadas por fiat, incluindo stablecoins e moedas digitais do banco central”. Ele acrescenta que essas inovações emergentes em pagamentos podem ser potencialmente “usadas para o comércio global como qualquer outra moeda fiduciária”

O CEO do pagamento classifica os ativos de blockchain em duas categorias: criptomoedas como Bitcoin que servem como reserva de valor e stablecoins, que são diretamente apoiadas por moedas fiduciárias existentes, podem ser utilizadas para o comércio global, assim como qualquer outra moeda fiduciária.

Ultimamente, a Visa está perseguindo agressivamente os pagamentos de criptomoedas, incluindo o investimento na Zap, uma startup de pagamentos de criptomoedas, e formando parcerias para habilitar cartões de débito de criptomoedas. Kelly informou aos investidores que a empresa estaria posicionada para tirar vantagem das criptomoedas que emergem como uma força dominante nos pagamentos por causa de relacionamentos que já existiam, por meio dos quais mais de 35 dos principais fornecedores de plataformas de moeda digital e carteiras como BitPanda, Fold, BlockFi e Crypto. com, entre outros, optou por fazer parceria com a Visa para emitir pagamentos de criptomoedas.

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: