Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Yetucoin foi Destaque no Jornal Valor Econômico

O semanário angolano Valor Econômico entrevistou, nesta semana, o fundador e CEO da Yetubit, Euclides Manuel, um dos cérebros por trás da criação da primeira criptomoeda angolana Yetucoin.

A entrevista focou-se, inicialmente, no encerramento da oferta inicial da moeda (ICO), que teve o seu início no dia 4 Janeiro deste ano e arrecadou 249 Binance Coins (BNB), o equivalente a 130 mil dólares norte americanos.

Durante a entrevista, Euclides Manuel assegurou aos investidores que a conversão da Yetucoin para o dólar americano ou euro não será um problema, visto que estas questões já foram previstas e acauteladas.

A conversão permitirá às pessoas comprarem produtos e serviços em qualquer parte do mundo, sem as limitações actuais que as moedas fiduciárias apresentam.

Regulamentação

Yetucoin-criptomoedas-yetubit-euclides-Manuel-jornal-valor-econômico-ico-bnb-entrevista

No que toca a regulamentação, o CEO da Yetubit chamou atenção ao facto do país não possuir até agora uma lei específica que regule utilização de criptomoedas.

No entanto, Euclides Manuel predispôs-se a trabalhar com as autoridades angolanas (CMC e BNA) no sentido de se criar uma norma flexível para o uso destes activos digitais no país.

Não temos uma lei específica sobre criptoactivos, [mas] estamos abertos para ajudar a Comissão de Mercado de Capitais e o Banco Nacional de Angola.

Para Euclides Manuel, a questão da regulamentação é importante, porque as criptomoedas, mais do que uma nova forma de dinheiro, são também um instrumento de inclusão financeira para as comunidades.

Sobre a importância das criptomoedas, Euclides Manuel disse:

É uma forma de inclusão financeira das comunidades. Os angolanos poderão fazer investimentos e depósitos a prazo.

Euclides Manuel acredita também que as criptomoedas podem impulsionar a recuperação da economia angolana que, desde 2014, vem enfrentando grandes quedas.

Mas, para que se tire o devido proveito das criptomoedas, uma regulamentação flexível seria fundamental, visto que o Estado precisa de dinheiro e os utilizadores de criptomoedas precisam sentir-se assegurados pela lei financeira de Angola.

 

A matéria intitulada “Yetucoin fecha primeira fase com ganhos de 130 mil dólares” foi publicada nesta quarta-feira, 21 de Abril, e pode ser encontrada na sessão (In) formatizando, na página 16 do jornal.

Leia o artigo do Jornal Valor Econômico na íntegra clicando AQUI


LEIA TAMBÉM


Diem, a Criptomoeda Apoiada Pelo Facebook, Poderá ser Testada Neste Ano

Turquia Bane Todas as Formas de Pagamento Envolvendo Bitcoin

Escreva o seu comentário

%d bloggers like this: